36 - A vida pode ser repleta de momentos especiais

A VIDA PODE SER REPLETA DE MOMENTOS ESPECIAIS.

Há certos momentos capturados em nossas vidas dos quais conseguimos nos lembrar de cada detalhe. Esses momentos ficam em nossas memórias e  somos capazes de nos lembrarmos várias e várias vezes, para o resto de nossas vidas. Também, no meio dessas memórias,  pode existir muito espaço embaçado. Podem existir dias e dias de memórias nebulosas dos quais apenas nos lembramos sem existir nada  se destacando. Por exemplo, eu posso voltar no tempo, no dia do nascimento dos meus filhos, e apreciar aquele momento a hora que eu quiser,  mas se eu tentar  trazer à memória as coisas que fiz com eles na semana passada, parece um borrão para mim.  

Os meus pais relataram-me que conseguem lembrar-se do que estavam fazendo quando ouviram que John F. Kennedy fora assassinado; eu consigo me lembrar do que estava fazendo quando soube que a princesa Diana morrera. Também consigo me lembrar de momentos maravilhosos que vivi,  como quando propus casamento a Christy; quando  soube ter sido escolhido para pregar e muitos outros.  Estes momentos ficaram tão marcados  na minha memória que  consigo voltar e olhar para eles, como se tivessem acontecido logo agora. 

Eu sei que a vida é cheia desses momentos: os especiais, que se destacam e ficam marcados em nossa memória, e,  os do  dia a dia. Normalmente,  a nossa mente registra tudo o que estamos vivenciando , mas existem momentos incríveis que ficam marcados, porque optamos por eles. Em outras palavras, você e eu temos o poder de fazer um momento se destacar porque escolhemos que fosse assim. Alguns exemplos: o instante que você decidiu se casar ou aceitou um trabalho específico; a hora que você criou coragem e fez algo que antes tinha medo e isto  mudou algo dentro de você; quando  pediu que Jesus entrasse em sua vida e esta decisão  lhe trouxe vida eterna  e promessas de bênçãos para os seus descendentes. Esses “momentos” se tornaram especiais, pois você decidiu onde e quando eles aconteceriam; são, talvez, os mais importantes porque se originaram de escolhas propositais. Eu ainda trago com muita nitidez o momento em que  sentado na beirada da minha cama,   o Senhor me perguntou, se eu iria viver a minha vida como uma pessoa normal, ou se iria buscar o chamado Dele, o que Ele tinha de melhor para mim. No primeiro momento respondi:  Claro que irei buscar o que o Senhor tem de melhor para a minha vida!  Mas, então, Ele me mostrou o preço que eu deveria pagar. Depois de ver o custo que entregar totalmente a minha vida teria,  eu respondi: Eu não acho que está em mim se tornar o homem de santidade e santificação que o Senhor está me pedindo, mas  se  o Senhor me ajudar,   eu escolho o meu chamado.

Aquela decisão mudou completamente a minha vida e  colocou-me num caminho de oração, poder e sucesso. Momentos assim são poderosos, porque nos permitem mudar o rumo de nossas vidas. Se não fizermos um esforço para criarmos  momentos com Deus, estamos correndo o risco da rotina diária  consumir todo o nosso tempo.

Certa ocasião, um jovem me procurou para aconselhá-lo. Ele estava decidido a se casar no período de um ano e achou que seria uma ótima idéia trabalhar duro para ficar livre de todas as  dívidas antes do casamento. Concordei com ele.

E na busca por obter mais recurso financeiro para o seu casamento e lua de mel, ele começou a pensar em arrumar mais do que um emprego.

É muito importante nos esforçarmos para vivermos fora de dívidas;  então,   encorajei-o, e, também  à sua futura esposa a fazerem boas escolhas para que pudessem ter o suficiente para as despesas do casamento. Mas,  também os   avisei sobre os riscos apresentados quando tentamos consertar tudo rápido demais,  especialmente se isso  rouba o nosso tempo a sós com Deus.

Pois aquele era um momento muito importante,  e, principalmente ele, que seria o sacerdote do seu lar,  precisava   aprender a ouvir a Deus e  a seguir a Sua direção;  não deveria tentar  fazer de uma outra forma.

Compartilhei com ele o quão fácil é a vida passar por nós  quando estamos repletos  de  muitas responsabilidades em nosso dia a dia.  Disse-lhe  que focar-se tanto em conseguir um casamento  livre de dívidas tomaria todo o seu tempo. Portanto, ele  estaria correndo o risco de nem observar a  vida passando por ele.

Como cristão é importante fazer com que a vida te siga e não o contrário. Falei para  ele que se não determinasse um  tempo para  buscar a Deus e serví-Lo durante os meses que antecediam o seu casamento, ele estaria deixando aquela circunstância guiá-lo ao invés de Deus.

Eu sei quão fácil é dizer:  “Depois  que me casar,  terei  mais tempo para  buscar e servir a Deus”. Mas não é assim que geralmente funciona. Porque depois do casamento, vem a necessidade de se conseguir comprar uma casa, e haverá uma bela justificativa para se estar mais tempo trabalhando em busca do recurso financeiro e aí você pensará: Depois terei tempo para seguir  a Deus!

Enfim, depois de adquirida a casa, virá a necessidade de ter-se logo um filho  e você terá que esperar até o bebê nascer e o seu quarto estar pronto. Logo, você terá mais filhos e todos precisarão de cuidados. A faculdade vem em seguida e quando você se dá conta do que está acontecendo,  irá  olhar para trás e verá que vinte anos se passaram , e poucos foram os momentos verdadeiramente especiais em sua vida. A maioria do tempo foi como um borrão em sua memória.

Eu disse ao jovem casal que aquele era um bom momento para aprenderem a ouvir e a seguir a Deus; pois Ele os guiaria através de todas as novas responsabilidades que surgiriam sem que o tempo deles com Deus fosse roubado.

Muitos têm anos de memórias embaçadas porque não buscaram por mudanças em suas vidas.

Em Hebreus 11:6 lemos: “Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que diligentemente O buscam”.

Parece que Deus gosta de recompensar a diligência por buscá-Lo. Muitas pessoas ficam esperando que Deus acorde-as de suas  vidas cotidianas. E, assim,  anos e anos passam-se e eles perguntam-se: “Onde está o meu chamado?” “Onde está a minha benção?” “Onde está a minha oração não respondida?”

Eles acham  que tudo que têm é por causa da vontade de Deus, mas diligência significa que, por escolha, você decide procurar a Ele.

A escrita em  grego de diligencia  é ekzeteo e significa “zelosamente buscar algo com todo o seu coração, sua força e seu poder.” Isso significa que somos nós que devemos  escolher entregar  tudo o que temos em uma tentativa de buscar a Deus e a Sua vontade para as  nossas vidas.

Não deixe a rotina do seu dia impedi-lo de buscar o que Deus tem para você.  Eu quero encorajá-lo a tirar um tempo durante essa semana para ficar a sós com Deus. Reserve algumas horas para ficar só você e Ele. Então, enquanto estiverem a sós, comprometa-se mais com Ele, a  ponto de provocar mudanças em  sua vida.

Talvez você deva se comprometer a reservar um tempo extra toda semana para orar em línguas  ou gastar mais tempo com a Palavra  Dele. Talvez haja alguma coisa que você sabe que deveria fazer e ainda não fez, para que mudanças verdadeiras aconteçam em seu íntimo.

Saiba que  este é o seu tempo. Faça um  propósito para que as coisas não fiquem mais do jeito que estão. Não tenha medo de falhar, tenha medo de não tentar. Acredito que esta seja a  sua época para superar coisas em sua vida, que  estão lhe prendendo, há muito tempo.

Seu amigo,

ASSINATURA ALAN

Imprimir Email

Offcanvas

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Download Free Premium Joomla Templates • FREE High-quality Joomla! Designs BIGtheme.net