52 - Amigos verdadeiros

Amigos verdadeiros

Meu pai tem um dom maravilhoso. Ele tem uma ótima habilidade para fazer amizade com qualquer um; tem facilidade para se comunicar e faz amigos rapidamente, aonde estiver.  As pessoas geralmente dizem a ele, que ele nunca encontra um estranho sequer. Quando eu era pequeno, eu ficava horas esperando que ele terminasse de contar detalhes de sua vida, para as pessoas que ele havia encontrado pela primeira vez, fosse em restaurantes,  postos de gasolina ou  outros lugares.

       Eu admiro a habilidade que ele possui de se comunicar com grande facilidade e às vezes, desejava ter um pouco disto também, pois sou um pouco diferente dele. Eu levo um bom tempo para fazer amigos. Amo estar em volta de pessoas, mas nunca fui muito bom em fazer amizades. Ao mesmo tempo, a partir do momento que nos tornamos amigos vira uma amizade verdadeira e para sempre. O que quero dizer é que fazemos muitas amizades, seja da minha maneira devagar ou da forma bem rápida do meu pai.  

É uma decisão importante, quando você permite que as pessoas entrem em sua vida, para se tornarem seus amigos.  Todos nós temos uma visão diferente sobre a amizade; e conforme eu fui ficando  mais velho, a minha maneira de pensar sobre quem eu permitiria que se tornasse meu amigo foi mudando.  Buscamos encontrar amigos que também gostem de fazer as mesmas coisas que gostamos de fazer. E conforme vamos  amadurecendo, ficamos mais seletivos sobre quem irá entrar em nossas vidas; procuramos  por mais qualidade.

       O mundo tem o seu jeito de desenvolver amizade, mas Deus tem o Seu jeito de nos fazer ganhar amigos. O jeito do mundo para fazermos amigos é acidental. Você tropeça numa pessoa e desta maneira ela entra em sua vida;  o plano de Deus para os amigos se baseia em escolhermos aqueles a quem desejamos ter por perto, mesmo a distância.  Lembro-me de quando  comecei a procurar por Deus aos dezoito anos, e Ele  pediu  que eu me afastasse dos meus amigos do mundo. Eram pessoas  com as quais  eu gostava muito de passar o meu tempo; eram  pessoas que haviam me aceitado como amigo. Fazíamos muitas coisas juntos; eu apreciava a companhia deles. Mas quando eu comecei a ter mais intimidade no meu relacionamento com Deus, comecei a desejar ser mais a pessoa que estava com Ele, do que ser a pessoa que ficava com os amigos.  Eu tive que escolher, e  escolhi ficar com o Senhor. Foi difícil porque esses meus amigos eram pessoas boas; eram legais comigo, mas Deus sabia que eu precisava me separar delas para poder crescer com Ele.

Quando o apóstolo Paulo fala sobre jugo desigual com um incrédulo, ele diz em 2 Coríntios 6:17-18:  Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e Eu vos receberei, e Eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.

       A maneira do mundo para termos um relacionamento, se baseia numa descoberta, onde você caminha pela vida e vai descobrindo quem te ama, quem tem os mesmos gostos e desejos que você tem.  A visão do mundo é  de que devemos nos cercar de pessoas agradáveis, que aceitam a nossa maneira de vida. Há um velho ditado que diz: "Diga-me  com quem tu andas, que te  direi quem tu és".  Significa que as pessoas que andam juntas são iguais.

       Os planos de Deus para amigos é diferente: Existe um objetivo e sentido. A Palavra de Deus diz em Provérbios 27:17: “Assim como o ferro afia o próprio ferro, as pessoas aprendem umas com as outras". O desejo de Deus é que tenhamos relacionamentos ricos e profundos, que nos conduza para o lugar certo das coisas de Deus.

É muito importante ouvirmos a voz de Deus sobre quem deveremos escolher para que se torne nosso amigo. Ele sempre irá escolher as melhores pessoas para entrarem em nossas vidas, e sempre irá pedir para ficarmos longe das pessoas erradas. As pessoas de quem eu tive que me afastar, eram quase todas pessoas maravilhosas de coração, mas elas não estavam dispostas a se aprofundarem nas coisas de Deus, da forma que eu estava. Foi uma perda para o meu coração, mas Deus as substituiu por pessoas fortes que me moldavam, e que eu as moldava.

       Se você visitar qualquer prisão e conversar com os prisioneiros, irá descobrir que a maioria está lá, por terem seguido amizades erradas, que eles permitiram que entrassem em suas vidas.  Em Provérbios 22:24-25 lemos:  “Não sejas companheiro do homem briguento nem andes com o colérico, para que não aprendas as suas veredas e, assim enlaces a tua alma.”

       Mesmo sendo um jovem pastor, há uns anos trás, eu facilmente conseguia dizer com quem algumas pessoas estavam andando, só de observar as suas ações. Eu lembro-me de um jovem que amava a Deus, mas que se envolveu com uma garota que não tinha as mesmas convicções que ele, e rapidamente ele mudou o seu comportamento.  Vi um jovem que fez uma amizade no colégio, e depois de uma semana, estava se envolvendo com drogas, e conseguíamos ver a mudança em seus olhos. Crendo ou não, é fato:  as pessoas que deixamos entrar em nossas vidas irão nos afetar. Quem permitirmos que entre em nossas vidas, poderá ser uma ótima ou uma péssima  escolha.

       Eu assisti algumas entrevistas com jogadores profissionais de futebol americano. Eram três homens diferentes que cresceram na mesma vizinhança, e os três estavam classificados como sendo os melhores em seus times. O entrevistador perguntou em voz alta sobre as chances dos três terem talentos especiais, por morarem perto um do outro;  o entrevistador estava tentando dizer que pelo fato deles serem amigos, morarem perto e estarem sempre juntos, fez com que se tornassem grande profissionais. Eles confirmaram a afirmação do entrevistador, dizendo que sempre apoiavam um ao outro, para que alcançassem cada vez mais os seus objetivos.   Portanto, foi  à amizade deles que serviu de suporte para que  crescessem juntos e fortes.

       Algo similar aconteceu no Evangelho de Lucas 5:8-10: “E vendo isto Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, que sou um homem pecador. Pois  o espanto se apoderara dele, e de todos os que com ele estavam, por causa da pesca de peixe que haviam feito. E, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens".  Aqui conseguimos ver que Pedro, Tiago e João eram companheiros, e Jesus os escolheu para serem um dos doze discípulos, e o irmão de Pedro, André, também foi escolhido. Isso significa que quatro dos doze discípulos eram amigos e irmãos, e de todas as pessoas, Jesus os escolheu. Eles tinham uma fome  em comum em seus corações,  que os  ajudou a buscarem a Deus; foi por isso que eles foram escolhidos.

       Algumas pessoas pensam que não precisam de amizades para encontrarem a Deus, para se firmarem no caminho e se afastaram do convívio dos irmãos . Talvez por dor, ou erros do passado, mas o coração de Deus é para nos curar dessas feridas e assim andarmos todos juntos como uma família, e não sozinhos. Eu vi muitas vidas serem transformadas por terem escolhido um relacionamento certo. Quando eles escolheram viver suas vidas ao lado de pessoas  de fortes  convicções  em estarem servindo a Deus, buscando mais de  Deus, as suas vidas mudam rapidamente.

       Não escolha amizades por conveniência, pelo contrário, permita que  Deus te ajude a encontrar pessoas que irão te influenciar a caminhar com Ele em santidade. Elias teve Eliseu; Davi teve Jonathan; Rute teve Naomi; Barnabé teve Paulo; Timóteo teve Lóide e Eunice; e assim segue uma  lista. Deus deseja lhe enviar amigos verdadeiros para caminhar com você e moldá-lo. Acredite , Ele é fiel!

                                                      Seu amigo                                                      

ASSINATURA ALAN

Imprimir Email

Offcanvas

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Download Free Premium Joomla Templates • FREE High-quality Joomla! Designs BIGtheme.net