73- A busca pela santidade

A busca pela santidade

       Anos atrás, o Senhor começou a me ensinar sobre as lutas que os crentes enfrentam todos os dias. Ele me mostrou como a alma "não é transformada" no momento da salvação de um indivíduo. E que cabe a cada um submeter a suas emoções carnais à morte, por meio das práticas espirituais; e o quanto devemos  não só construir um relacionamento com Deus, mas, ao mesmo tempo, colocar as velhas idéias carnais submissas à Verdade do Evangelho.

       Ao longo dos anos,  muitas pessoas me pediram para orar por elas, para expulsar  espíritos demoníacos, para libertá-las. E para a maioria desses pedidos,  eu tive que dizer que a oração não era a resposta, pois não dá para orar expulsando a " carne" . Podemos expulsar demônios, mas  não podemos expulsar a "carne" das pessoas.

       Quantas vezes , na esperança de ter a sua vida transformada durante um culto, se acharam no mesmo lugar, lutando com os desejos da carne.   

       Entendi que cada um de nós têm diferentes batalhas a serem enfrentadas quando nascemos de novo, e podemos enumerar as  fraquezas que parecem nos abater. Podemos até começar a questionar se é possível ser verdadeiramente livre do pecado.

       Muitos cristãos, vivem suas vidas com a ideia de que a santidade é algo que lentamente conseguirão conquistar. E ao longo dos anos, planejam abrir mão de certas coisas, para eventualmente, conseguirem viver uma vida santa diante do Senhor. Em nossa cultura, muitas igrejas têm estabelecido um padrão de vida e não buscam andar em santidade,  permitindo que certos pecados permaneçam. Parece que muitos desistiram da verdadeira santidade, e adotaram um estilo de vida "aceitável" para aqueles que os rodeiam.

       Ouvimos: "Ninguém é perfeito, todos nós pecamos"; ou o mais comum: "não somos Jesus."

       Eu até posso entender como é que muitos chegaram a pensar que é impossível viver uma vida de santificação. E pensando dessa maneira, que é impossível viver uma vida santa, muitos no passado falharam em sua busca pela santidade. E nós? Que chance  nós teremos, se como muitos cristãos,  aceitarmos o pecado como parte de nossas vidas?

       O diabo irá sempre mentir, dizendo-nos que somos os únicos que possuem fraquezas, tentando assim,  criar um ambiente, onde constantemente estaremos nos sentindo falhos diante de Deus.

       Em todas as nossas lutas, nunca devemos nos esquecer da grandiosidade do Amor de Deus por nós. Eu tenho encontrado grande compaixão e perdão de Deus para comigo, diante de cada fraqueza da minha carne. Na verdade, você e eu,  poderemos  sempre esperar pelo  amor e pela graça de nosso Pai Celestial, à medida que continuarmos a persegui-Lo.

       Posso dizer-lhe que eu  descobri que não há paz ou alegria no pecado, pois por muito tempo eu me peguei arrumando desculpas para manter os meus pecados de estimação, e no final dessa caminhada, encontrei somente derrota e confusão.  

       No Reino de Deus, é impossível para um cristão,  encontrar a plena realização sem buscar pela sua  santidade. De acordo com a escritura, sem sombra alguma de dúvida,  todos os que nasceram de novo ( os cristãos), devem estar vivendo uma vida separada para Deus.

Em Romanos 6:14, lemos: "O pecado não terá domínio sobre vós".

Romanos 12:1, diz: "Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que ofereçais os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional."

Entenda que é possível vivermos uma vida de santidade a Deus, e isso deve ser normal para nós. Podemos caminhar para essa posição em Cristo, posição que Ele comprou para nós com o Seu sangue. A posição de estar inteiro e completo nEle, pois não precisamos de nada que este mundo tem para nos oferecer. Deus é ciumento, e Ele quer  cada parte de nós. Portanto, verdadeiramente, somos completos Nele.

O diabo tem um plano para nos destruir. Se ele não puder impedi-lo de nascer de novo, ele irá fazer de tudo para impedi-lo de completar a sua chamada. Ele tem medo de você e de tudo o que Deus pode fazer através você.

Em  Efésios 6:11, o apóstolo Paulo nos adverte: "  Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar  firmes contra as  ciladas do diabo". Esta palavra, "ciladas", indica uma ação militar contra você. Ele tem estudado seus pontos fracos e  elaborou um plano para impedi-lo de se mover para mais perto de Deus.  Assim, é fácil entender que o diabo não irá tentá-lo com algo que você não está interessado, como lemos em Tiago 1: 14-15, que nos mostra o padrão que o  diabo irá usar para nos tentar:  " Cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte".  Ninguém pode fazer você pecar; você só pode ser atraído pela tentação.

O diabo vem somente para roubar, matar e destruir; você pode ver por meio dessa passagem de Tiago,  que o caminho que ele usa para levá-lo à morte é o pecado. Ele não pode vir e matá-lo do nada, ele o levará para a morte e destruição, por meio da tentação.

O pecado não ganha vida em nós, até nos dirigirmos até ele, seja por meio dos  nossos pensamentos ou das  nossas ações. Lembre-se de que  o plano do diabo é tentá-lo em áreas na qual você é fraco. É exatamente  por isso que não devemos  julgar os outros por suas áreas  fracas, mas encorajá-los a não aceitá-las como se fizessem parte de si.

O diabo estará sempre tentando levá-lo para a morte por meio do seu próprio pecado. Por isso,  o inimigo  sempre tentará fazer com que os cristãos aceitem as suas fraquezas, como se fossem  parte deles mesmos.

Alguns anos atrás, um homem veio ao meu escritório à procura de ajuda. Ele disse: "Eu preciso de alguém para orar por mim para que eu possa ser livre". Enquanto estávamos  conversando, o Espírito de Deus falou ao meu coração e revelou-me a sua história completa.

Eu já sabia que ele tinha passado por duas das melhores escolas bíblicas dos Estados Unidos. Ele já havia me dito que por toda a sua vida tinha sido cristão, e que sempre  frequentou a Igreja. O que ele não me disse, foi o que Deus revelou ao meu espírito, que era o fato dele estar lutando    contra um pecado sexual.

Eu lhe disse o que havia visto no espírito e ele ficou surpreso porque não havia me dito nada daquilo. Ele  passou a dizer-me  que a razão pela qual ele estava com medo era porque  já não se sentia mais condenado por seus pensamentos e ações. Eu compartilhei com ele que a misericórdia de Deus nunca irá nos deixar  enquanto permanecermos lutando contra os desejos da nossa carne, mas no instante em que passarmos a aceitar esses desejos como se fossem parte de quem somos, então nesse momento começaremos a nos afastar de Deus.

Ele não andará longe de nós, mas nós iremos se afastando Dele. Esta foi a razão pela qual Deus revelou-me o que ele não iria me dizer, porque este homem estava desejando o pecado mais do que estava desejando a Deus.

Ele estava num caminho que o estava levando para mais longe de Deus e tinha ido tão longe, que estava encontrando dificuldades para querer voltar. Comecei a ensinar-lhe que o que Deus  fez no seu espírito, era diferente do que foi feito na carne.

"Há um caminho para completar a libertação do pecado", ele me disse.  Respondi-lhe que  não precisava mais se submeter a este  pecado, ou qualquer outro,  pois  no momento em que você nasceu de novo, o pecado perdeu o poder de controlá-lo.

Eu lhe disse que a única razão pela qual esta luta estava tão forte é porque ele havia permitido  que esses desejos ficassem em sua alma.

Compartilhei com ele sobre a batalha que Jesus venceu sobre o diabo e sobre o pecado. A sua resposta foi muito impactante para mim. Ele disse: "Eu só quero alguém para colocar as mãos sobre mim, orando,  para que eu  me livre desses desejos." Fiquei chocado; ele estava procurando uma solução rápida, e não a verdadeira liberdade.

Ele não queria assumir a responsabilidade de mudar a si mesmo, mas queria colocar a culpa de permanecer nessa  condição pecaminosa em Deus ou em algum pregador. Ele queria sair dizendo que ele tentou, mas que foi Deus que deixou-o dessa forma ou que o pregador não era ungido o suficiente para ajudá-lo. Eu estava preocupado com ele, porque ele não estava se sentindo condenado por suas ações. Eu não queria que ele se afastasse de Deus; eu não queria que ele continuasse seguindo  o pecado, que o levaria à morte.

A maioria de nós nunca irá ter que  enfrentar esse lado escuro de uma luta, no entanto, se a igreja continuar  permitindo que  doutrinas de lascívia floresceçam, muitos  crentes irão se ver enfrentando  batalhas como este homem estava enfrentando. Isso será terrível!

Jesus tornou possível, para cada um de nós,  a condição para superarmos a nossa carne, mesmo que pareça muito difícil. Creia que  haverá  sempre esperança para a vitória e teremos  sempre a força disponível vinda de Deus, a nosso favor!

Muitos permitem que as suas  fraquezas fiquem adormecidas e  permaneçam como fazendo parte de suas vidas. Não temos mais que nos conformar com isso; não temos que ficar mais os mesmos.

Eu sei que você está com fome por mais de Deus e está dispostos a pagar o preço para encontrar a plenitude. Eu estava da mesma maneira; eu só queria ter a certeza de que o que eu estava fazendo estava funcionando. Eu tentei de tudo para ficar  livre dos desejos errados que estavam em mim.

No início eu tentei a disciplina, que pode não ser muito ruim, que muitas vezes nos ajuda, mas o meu nível de disciplina era bastante patético.

Vamos apenas dizer que eu seria capaz de jurar sobre a Bíblia para me ver livre dessa fraqueza logo pela manhã, mas  eu estaria voltando para a mesma fraqueza  naquela mesma noite. Eu havia me tornado o rei das tentativas. Não há nada de errado em ficar tentando sair das fraquezas e acabar caindo nelas novamente; não há nenhuma condenação no Reino de Deus!

Provérbios 24:16, nos diz: "Ainda que um homem justo  caia sete vezes tornará a se erguer; os ímpios, todavia, são arrastados para a desgraça." Portanto, não desista jamais, você poderá ganhar se você lutar a luta correta e nunca desistir.

Eu estava ficando desanimado, porque eu estava me levantando a cada queda,  mas parecia  que estava sempre parado, girando ao "redor da minha santidade", ano após ano. Quando eu estava sendo tentado, eu usava  a minha autoridade sobre o diabo e ordenava-lhe dizendo:  "Saia da minha preseça" em nome de Jesus! Isso parecia que  sempre funcionava bem, mas durava apenas um curto período, pois ele sempre voltava a tentar-me novamente. Principalmente quando ele me encontrava cansado ou deprimido, e assim, os  velhos pensamentos pecaminosos voltavam a me assediar.

Em seguida eu busquei por algum ministro, que impusesse as mãos sobre mim, para me ver livre da fraqueza. Eu respondi a todas as chamadas para o altar e a verdade é que a unção de Deus veio e mudou alguma coisa na minha vida. Eu tinha ouvido falar que "a unção destrói a jugo de escravidão" (Isaías 10:27).

Eu descobri que a unção destrói a jugo de escravidão, mas não destrui o desejo pelo pecado que estava em mim.

 O diabo ama quando você mede forças com ele, lutando com ele, ano após ano, assim como eu fiz, mas saiba que você não tem que fazer isso.

A nossa batalha não é com o diabo, ou mesmo com o pecado. Jesus já derrotou o pecado e o diabo,  pela Cruz do Calvário e por meio do Seu Sangue. A liberdade foi comprada para você e para mim, e o diabo foi conquistado.

Jesus deu-nos a vitória sobre o pecado e Satanás; Ele nos fez mais do que vencedores. Você já foi colocado na posição que Cristo conquistou para você, dando-lhe toda a condição para permanecer livre das falhas do passado e dos seus erros.

Portanto a sua luta não é com o diabo, mas com os desejos da sua alma carnal. Você pode ter tanto de Deus  quanto desejar, pois Ele já lhe deu todas as ferramentas necessárias para que isso aconteça.  Você pode ir tão longe em Deus, e ter toda a liberdade que almejar ; nem o pecado, nem o diabo  poderá pará-lo. Você não está sozinho em sua batalha em direção à santidade! Jesus enviou o Espírito Santo para ajudá-lo e orientá-lo.

Quando eu descobri pela primeira vez sobre a oração em línguas eu estava muito animado. Eu tinha sido batizado no Espírito Santo há muito tempo, mas não  sabia sobre o poder que essa prática tem para me conduzir para  fora dos desejos errados do meu coração.

O diabo usava o  desejo para me aprisionar. Jesus disse em João 14:30: "Eu não vou continuar a falar muito mais convosco,  pois o príncipe deste mundo está chegando. Ele não tem direito e nada pode sobre mim."  Jesus nos diz aqui que, a maneira de ganhar contra o pecado, é não ter nada em nós que concorda com a tentação do diabo.

Através de passar tempo orando na língua do Espírito Santo, seus desejos serão transformados, tornando-o diferente de dentro para fora.

Satanás perdeu o seu poder para governar sobre você no momento em que você disse SIM para Jesus em seu coração.

Ora, o Espírito Santo quer levá-lo, passo a passo, para a liberdade que já lhe pertence. Ele conhece suas fraquezas e seus pontos fortes. Deus sabe o que aconteceu com você no seu passado e ele sabe como o diabo está tentando-o.

Então, quando você começar a dar do seu tempo a Deus , todos os dias, permitindo que o Espírito Santo ore através de você a perfeita vontade de Deus, você pode confiar que você nunca mais será o mesmo.

Quando oramos em línguas, o Espírito Santo coloca a nossa confiança na capacidade de Deus que está em nós, ao invés da nossa própria capacidade. Você não tem que ser forte porque o Espírito Santo será forte para você.

Houve momentos em meu passado que eu não acreditei que poderia vencer sobre a tentação. Eu não conseguia encontrar força suficiente em mim que me impedisse  de pecar.

No entanto, eu poderia encontrar força suficiente para orar no Espírito Santo por uma ou duas horas.  Assim, lentamente os meus desejos começaram a mudar, e o diabo estava perdendo a sua fortaleza em mim. Eu estava me tornando Santo de dentro para fora; pouco a pouco, comecei a viver acima da minha carne.

Não se deixe intimidar pela fraqueza que você pode encontrar em si mesmo. Esses desejos não são de Deus. Com a ajuda do Espírito Santo, trabalhando através de sua nova natureza , você poderá colocar em morte todos  os seus desejos carnais,  cada um deles.

Seu amigo, 

                                                        Alan Taylor

Imprimir Email

Offcanvas

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Download Free Premium Joomla Templates • FREE High-quality Joomla! Designs BIGtheme.net